Atualize seu navegador!
História da APAE

Em 1965, pessoas da comunidade uberlandense, lideradas por D. Antonieta Silva, preocupadas com a falta de atendimento para a pessoa com deficiência, iniciaram um trabalho conjunto visando a fundação de uma instituição que abraçasse tal responsabilidade, fundando assim a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Uberlândia, com objetivo de trabalhar em prol dos direitos da pessoa com deficiência

Após várias reuniões para discussões, em 12 de outubro de 1965, realizou-se a 1.ª reunião da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Uberlândia, com objetivo de eleger sua 1.ª Diretoria, a qual foi presidida por D. Antonieta Silva, então candidata a presidente, fato que se confirmou ao final da reunião. Por 10 anos, a Apae  Uberlândia realizou um trabalho de base, pesquisando a real situação da pessoa com deficiência na comunidade e fazendo divulgação da própria associação para fortalecimento e posterior atuação

Em março de 1973, foi iniciado o atendimento efetivo da pessoa com deficiência, pela Apae  Uberlândia, quando a diretoria tomou conhecimento que a Escola Municipal Helena Antipoff (única escola a prestar atendimento nesta área), estava na eminência de ser fechada pelo prefeito da época. A Diretoria da Apae, após vários contatos com o atual prefeito, recebeu a proposta de passar a gerir a escola e para isso receberia um subsídio e profissionais seriam cedidos para ajudar na manutenção da escola, e em contrapartida, a Apae assumiria a responsabilidade de dar continuidade ao trabalho


Aceita a proposta pela Diretoria da APAE, a partir deste momento a escola teria excluído o designativo “Municipal” passando agora a denominar-se Escola Helena Antipoff. Em 1972, a Diretoria da APAE, preocupada em ter uma sede própria, através de seu Presidente, Sr. Carlos Hugo Bertolucci, conseguiu junto ao Governador de Minas Gerais, Dr. Rondon Pacheco, a doação de um terreno situado a Rua Tiradentes, 485

Em 1974, a Presidente da APAE Sra. Pérola Núbia Piva Pacheco, conseguiu a verba necessária para a construção da sede da APAE Uberlândia, através do então Governador do Estado de Minas Gerais, Dr. Rondon Pacheco, e a referida sede foi inaugurada em 02 de março de 1975

Hoje, anos depois, a Diretoria da APAE é responsável pela manutenção da Escola Helena Antipoff, que conta com as seguinte Equipe Multidisciplinar:  Diretora, Secretaria, Serviço Social, Fonoaudiologa, Fisioterapeutas,Terapeuta Ocupacional, Hidroterapeuta, Psicologas, Médico(Neurologia e Pediatria),Pedagógas, Psicopedagogas, Psicomotricistas, Professores e Monitores,Nutricionista, Arterapeuta, Musicoterapeuta, Especialista em meio ambiente,  Merendeiras e Serviços gerais

Clientela: Pessoas com Deficiência Intelectual, Múltipla e Autismo

A APAE Uberlândia é uma organização da sociedade civil - desenvolve os seguintes programas e Serviços:

  • Serviço Centro Dia - Oferecemos recursos inovadores e acessíveis, para jovens e adultos com Deficiencia Intelectual e Múltiplas, com distintos níveis de depend~encia, e que tem como objetivo promover a convivência social, grupal, comunitária e familiar, ampliação dos ciclos sociais de relacionamentao evitando o isolamento social e construindo autonomia através de várias oficinas, tais como: Casa Funcional, Dança e Expressão Corporal, Corpo e movimento, Jogos Teatrais, Socialização e Intervenção, Música, Coral,Artes, Informática, Orientação Nutricional, Orientação com a Higiene e Saúde do Corpo e Relações interpessoais
  • Programa de Capacitação e Mercado de Trabalho - Identifica,incentiva, mobiliza a Pessoa com Deficiência Intelectual nas Oficinas de Capacitação, para serem incluídas no mercado de trabalho por meio do programa de inserção ao trabalho da APAE, além de ações com políticas públicas para a superação das vulnerabilidades sociais. Atualmente oferecemos as seguintes oficinas: Oficina de Secretaria, Vendas e Almoxarifado, Viveiro, Horticultura, Jardinagem, Artesanato, Recicagem de Papéis, Oficina de Culinária e atividades extra tais como: Educação Física, Informática, Casa Escola,Relações Interpessoais e Orientação Sexual
  • Programa Saúde:Atendimentos clínicos, visando reabilitação, bem estar e qualidade de vida aos seus usuários desde 0 meses (Estimulação Precoce), sem terminalidade intervindo nas áreas de Asssistência Social, Fonoaudiologia, Fisioterapia, Hidroterapia, Psicologia, Psicopedagogia, Pedagogia,Nutrição, Terapia Ocupacional e medico(Neurologia e Pediatria)
  • Programa Educação -  A APAE Escola atualmente contempla a EJA - Educação de Jovens e Adultos com currículos adaptados para educação especial, PROAI(Apoio à Inclusão), oferece suporte quando necessário aos alunos que foram incluídos nas escolas de ensino comum.O programa oferece também atendimentos especializados tais como, Auto Defensoria, Música e Educação Física
  • Serviço Social e Triagem - Desenvolve ações que possibilitam o aspecto preventivo e terapêutico da Pessoa com Deficiência e sua inclusão no meio social,sendo elo entre Família, Funcionários, Instituição e Comunidade

Os recursos para manutenção provêm de convênios municipais, estaduais e federais, bem como contribuição de associados e doações de empresas uberlandenses. Hoje contamos com um Tele Apae que funciona na Rua Tiradentes, n.º 485, Centro, e funcionamos em nova sede á Rua João de Barro n.º 396, no bairro Cidade Jardim. Atualmente, possuímos aproximadamente 350 alunos com deficiência intelectual e/ou múltipla.

A construção desta nova sede deve-se à doação de um terreno (10.000 m pela Oesteval Empreendimentos Imobiliários Ltda e Cidade Jardim Sociedade Imobiliária Ltda, na pessoa do uberlandense Dr. Aldorando Dias de Souza, através de trabalho liderado pelo então Presidente da APAE, Dr. Laerte Alvarenga de Figueiredo. A construção da nova sede teve início graças ao projeto aprovado junto a Fundação Banco do Brasil e doações recebidas de diversos seguimentos.

Fachada da entrada

  fachada direita

Entrada principal da Escola                             Fachada parte da frente lado direito